segunda-feira, 3 de junho de 2013

Comportamento, cultura e sociedade

O que é preciso para ser um cientista? Entre muitas coisas, é preciso uma incessante curiosidade em entender como o mundo funciona. O verdadeiro cientista é aquele que tem sede de conhecimento, que é fascinado por esse belo Universo que funciona a sua maneira e que nos intriga com suas regularidades e mais ainda com suas irregularidades. O sonho do cientista é dispor dos melhores recursos (e dos melhores salários!) para se dedicar aos achados que desvendem mistérios que há milênios a humanidade tenta compreender. Mas nem só de vaidade pode viver a Ciência. O conhecimento científico moldou todos os parâmetros do que hoje conhecemos por civilização. A Ciência é mais do que o estudo contemplativo e curioso do que move o mundo, ela é o veículo de aprimoramento da sobrevivência humana, da quebra de fronteiras, seja da comunicação, da educação, da longevidade, da reprodução, da conservação do mundo que muitas vezes já foi agredido pelo “progresso”. O conhecimento científico está a serviço da sociedade, da população.

A Análise do Comportamento é uma ciência de nós mesmos, de como nos relacionamos com o mundo, de como o alteramos e somos por ele alterados. E como toda ciência, ela pode, deve e traz muitos benefícios à sociedade. Seus laboratórios produzem um mundo de conhecimento de como as relações interpessoais funcionam e geram, com isso, meios de alterar o mundo a favor de relações otimizadas em variados setores como Saúde, Educação, Justiça, Política etc.

A IV Jornada de Análise do Comportamento de Belém traz o tema “Comportamento, cultura e sociedade” na busca de discutir o papel social que a Análise do Comportamento desempenha dentro da realidade brasileira atual. Para isso, convidamos professores e outros profissionais experientes em suas áreas de atuação para apresentar à comunidade acadêmica de Psicologia discussões atuais do que a Análise Aplicada do Comportamento tem produzido em prol das demandas sociais onde a intervenção comportamental se faz necessária.

Agradeço a todos os convidados que aceitaram tornar esse evento possível e a todos os estudantes que enviaram seus trabalhos. E desejo a todos os inscritos uma excelente IV JAC Belém!


Atenciosamente,
Rubilene Borges
Gerente de Programação Científica da IV JAC Belém

Nenhum comentário:

Postar um comentário